27/12/2016

Aluguel para estudantes


O período dos vestibulares é uma época em que, normalmente, o mercado de locações de imóveis fica mais aquecido. Em Campinas esse fato é bastante comum, pois a cidade conta com várias universidades e recebe estudantes da região e de outras partes do país. Quais são as dicas para quem vai sair de casa e alugar um imóvel pela primeira vez?

A primeira delas é antecipar a procura, pois a demanda costuma ser alta e as boas ofertas podem ser perdidas. Em geral, a data de anúncio dos aprovados no vestibular é uma ocasião em que a procura aumenta. Se você acredita que tem boas chances de mudar de cidade, é melhor adiantar a busca.

Com a oferta de anúncios na internet, é fácil começar uma pesquisa. Você pode fazer buscas, inicialmente, nos bairros que estão nos arredores ou relativamente próximos à universidade. Essas buscas já permitem ter uma noção dos valores e das distâncias. Separe os imóveis que despertam maior interesse, selecionando opções em bairros distintos.

Outro passo importante para ganhar tempo é ter toda a documentação em dia para agilizar o processo de locação. Em geral, todos dispõem dos documentos essenciais (como RG, CPF etc.). A questão é definir qual será a garantia oferecida. As mais comuns são um fiador, um depósito caução ou um seguro fiança.

O fiador, que é a pessoa que se responsabiliza pelo pagamento das prestações caso o locatário não o faça, deve ter um imóvel quitado em seu nome e comprovar a sua renda. A questão que muitas vezes complica o negócio é a exigência de um fiador na própria cidade. O Código Civil prevê essa possibilidade e é um direito que muitos proprietários de imóveis podem exigir. E exigem.

Caso você não conte com um fiador, uma alternativa é o depósito caução, que é um depósito no valor equivalente a três parcelas do aluguel em uma poupança. Sua desvantagem é ter que dispor de um montante alto de recursos imediatamente.

Uma opção para quem não conta esses valores é o seguro-fiança. Ele corresponde a um seguro que o proprietário pode exigir para evitar ficar sem receber caso o locador não pague as mensalidades.

Tendo toda a documentação definida, um passo posterior é visitar os imóveis selecionados. Escolha no mínimo três imóveis para visitar. Há clientes que visitam ainda mais do que isso, o que não é ruim.

Em geral, uma conveniência muito desejada é a oferta de móveis. Há imóveis que já são oferecidos com armários planejados ou embutidos nos quartos e na cozinha. Isso dispensa gastos para quem vai alugar. Procure imóveis que disponham de armários, o que é relativamente comum.

Avalie também questões ligadas ao transporte. Verifique a proximidade de linhas de transporte público, para facilitar os deslocamentos. Para quem já dispõe de um veículo, a oferta de garagem própria é um item bastante procurado.

Por fim, na fase de visitas aos imóveis, vale a pena percorrer a pé as imediações do imóvel desejado para avaliar a oferta de serviços, como supermercados, farmácias, padarias etc. Converse com moradores e comerciantes do bairro e procure descobrir quais são as condições de segurança no local. Estes são fatores que têm um peso elevado na hora de decidir pela escolha de um imóvel.

E se precisar, conte com a oferta de imóveis para alugar em Campinas da Rede Provectum. Basta entrar em contato conosco pelo telefone (19) 2511-4111 ou consultar aqui.

Cuidados com sua residência antes de viajar


Chegaram as férias e a sua família planejou fazer uma longa viagem. Isso é muito bom! Mas é preciso deixar a casa em segurança durante a ausência prolongada de toda a família. Que cuidados devem ser tomados? Confira a seguir uma série de dicas:

Retire das tomadas os aparelhos eletrônicos - tempestades com raios podem causar estragos em seus equipamentos. O ideal é retirar tudo da tomada. Além de evitar esse risco, os equipamentos também costumam ter um consumo mínimo de energia quando estão na tomada. E isso é desnecessário nesse período;

Feche o registro geral da água - essa medida impede que vazamentos ocorram durante a sua ausência e você tenha surpresas desagradáveis ao chegar de volta;
Elimine alimentos perecíveis - alimentos que estão na geladeira ou frutas devem ser doados, congelados ou descartados;

Limpe todas as lixeiras - retire todo o lixo que ficou nas lixeiras e descarte-o. Ele pode produzir odores desagradáveis durante a sua ausência;

Tranque o portão eletrônico da garagem - ainda que você possua um comando eletrônico para a abertura do portão, deixe as suas trancas fechadas. Esses comandos eletrônicos podem ser clonados por especialistas. Use outros recursos para trancar o portão;

Cancele a entrega de jornais e revistas - pilhas de jornais e revista em sua porta são um indicador claro de que proprietário está ausente. Isso pode despertar a atenção de ladrões. Cancele todos esses serviços temporariamente;

Peça que alguém de confiança visite o imóvel - peça a seus parentes ou vizinhos de confiança que visitem regularmente o imóvel para checar se tudo está bem, se não há nenhuma anormalidade;

Desligue o telefone e a campainha - vale a pena desligá-los ou deixá-los em um volume baixo. Eles também podem ser indicadores de uma ausência longa dos donos;

Tranque muito bem as janelas e portas - vale a pena checar se todas elas foram bem fechadas. Portas e janelas de correr podem ser escoradas com pedaços de madeira. Verifique todas elas;

Se possível, não deixe objetos de valor em casa - caso você disponha de objetos de valor, se for possível, guarde-os com outra pessoa de confiança. Se não for possível, procure escondê-los muito bem em sua casa;

Seguro - ter um seguro residencial é sempre uma boa alternativa e eles não custam muito caro. Em geral, são bem mais baratos que os seguros automotivos. Consulte um corretor e garanta a proteção ao seu patrimônio.


Créditos: Blog Provectum

O que é ITBI?


Na hora de comprar um imóvel é preciso prever uma série de despesas complementares ao seu valor, tanto para a regularização dos documentos quanto dos tributos obrigatórios. Um desses impostos é o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis). Como ele deve ser pago?

O ITBI é um imposto municipal, cobrado em todo território nacional. Cada município tem a sua alíquota. Em Campinas, por exemplo, desde 2014 a incidência é de 2% de imposto sobre o valor venal do imóvel negociado.

Esse imposto sempre é cobrado quando um imóvel é transferido de um proprietário a outro. A exceção são os casos de doação e herança. Nestas situações, não é preciso recolher o ITBI.

O pagamento do ITBI deve ser feito pelo comprador do imóvel. Contudo, há situações em que, no contrato de compra e venda, pode ser feito um acordo pelo qual o vendedor se compromete a fazer o pagamento. Tudo depende da negociação e do acerto. Contudo, se o vendedor não pagá-lo, a Prefeitura fará a cobrança ao cobrador, pois a responsabilidade legal cabe a ele.

O pagamento desse tributo pode ser feito em duas ocasiões, dependendo de como a Prefeitura local define. Em algumas cidades, a taxa é recolhida na ocasião da lavratura da escritura pública. Em outras, na ocasião do registro da escritura.

O que é importante, portanto, é prever esta despesa na hora de fazer um negócio imobiliário. Não deixe que ocorram surpresas em seu orçamento. Em caso de qualquer dúvida, conte com nossa assessoria. 


Fone (19) 2511-4111

Plantas para ter em sua casa


Cultivar plantas em casa é uma tarefa relaxante e que proporciona um ambiente muito mais aconchegante e agradável. Melhor ainda se essas plantas tiverem propriedades para purificar o ar de casa.

É verdade que o potencial de purificação do ar interno é reduzido, e ninguém irá colocar uma quantidade grande de plantas em casa visando melhorar o ar. Isso pode até fazer mal. Mas, na hora de escolher as plantas para decorar o seu ambiente, que tal escolher algumas espécies com propriedades para filtrar o ar que você respira? Conheça algumas delas:

Lírio da paz - Ele pode ser cultivado dentro de casa, mas não se adapta bem a ambientes muito frios. Se você tem crianças ou animais domésticos, tome cuidado: ele é uma planta tóxica. Mas ele tem flores lindas e uma bela folhagem;

Jiboia - planta trepadeira que se adapta muito bem a ambientes internos. Podem ser plantadas em vasos ou junto à raiz de outras plantas. Elas crescem rápido e seu cultivo pode exigir podas regulares;

Imbé - planta também do tipo trepadeira, com folhas verdes bem largas. Outra planta que se adapta bem a interiores. Requer um solo bem adubado;

Hera - outra espécie de trepadeira, e que pode ser cultivada em vasos pendentes, resultando em um bonito aspecto visual. Planta de fácil ambientação a espaços interiores;

Planta aranha - conhecida pelas suas folhas que lembram patas de aranhas, a Planta aranha (ou Clorofito) vivem bem em ambientes com sombra e pouca luz. Sua folhagem é elegante, e ela ainda germina lindas flores brancas;

Espada de São Jorge - planta que se adapta muito bem a ambientes internos e ótima para quem tem pouco tempo, pois exige poucos cuidados e pouca rega. Mesmo assim, ela se desenvolve rapidamente e pode exigir podas frequentes;

Aloe Vera - ela é uma suculenta que exige muita luz e pouca água. Também é conhecida como Babosa. Ela precisa ser podada regularmente, mas é preciso cuidado: ela elimina um suco viscoso quando suas folhas quebram. Por isso, tal como o lírio da paz, esta espécie também deve se mantida longe do alcance de crianças ou animais domésticos;

Dracena de Madagascar - planta cuja folhagem cresce verticalmente, sendo uma ótima opção para decorar cantos de interiores. Coloque-a em um canto bem ensolarado, pois ela precisa de luz, e não pode ser submetida ao frio e a ventos fortes;

Azaleias - pode ter várias tonalidades de cor e são lindas quando brotam as flores. Podem ser plantadas em vasos, ainda que isso limite o seu crescimento. Ela se adapta bem a ambientes com muita ou pouca luz. Mas é outra planta que, apesar de linda, tem poder tóxico. A azaleia é uma das poucas flores que se adaptam bem a ambientes internos.


Créditos: Blog Provectum

Reformar para vender


No mercado imobiliário, é muito comum encontrar anúncios de imóveis recém-reformados. Isso é ainda mais frequente entre os imóveis mais antigos, que costumam ser repaginados antes de serem colocados à venda. Vale a pena reformar antes de vender?

Em geral, a resposta é positiva. Uma reforma pode deixar o imóvel com cara de novo e estimular a sua venda. Mas é um erro exagerar na reforma. Mudanças drásticas na planta do imóvel podem custar muito caro e não ter o retorno esperado.

Portanto, reformar é vantajoso quando isso é feito de modo equilibrado e alterando detalhes cruciais, que despertam a atenção de quem está à procura de um imóvel. As paredes do imóvel, por exemplo, devem estar em excelente estado, livres de rachaduras, mofo, trincas, manchas etc. Muita gente tem o costume de pintar as paredes antes de colocar o imóvel à venda. São soluções que facilitam o negócio.

Se o seu imóvel for uma casa, o mesmo deve ser feito na fachada e nos muros. Se tudo estiver muito bem apresentado, com pintura nova e cara de imóvel novo, sem dúvida causará uma ótima impressão inicial em quem visitá-lo. Evite deixar a casa com muros pichados, pintura descascando, telhas quebradas etc.

Caso os pisos e azulejos encontrem-se em mau estado, pode ser conveniente substituí-los. Estes são itens que igualmente chamam a atenção de um visitante. Cozinhas costumam ser áreas comumente reformadas, inclusive com a troca da pia, metais e instalações hidráulicas.

Por outro lado, realizar reformas profundas pode não ser uma solução rentável. Há pessoas que imaginam que quebrar paredes e ampliar a sala, transformar uma cozinha em americana ou converter um quarto em sala de estar podem valorizar um imóvel. Nem sempre.

Tais mudanças podem não agradar um potencial comprador. Muitas vezes, é melhor deixar a estrutura como está e deixar por conta do futuro morador eventuais reformas. Construir uma edícula ou uma nova garagem podem ser mudanças de custo muito elevado, que não necessariamente vão satisfazer um cliente para seu imóvel.

Mudar a planta do imóvel, por exemplo, não vale a pena mesmo. Além da complexidade da realização de obras que afetam a estrutura do imóvel, há também uma série de questões legais que precisam ser atualizadas após reformas deste tipo. Muita dor de cabeça para um retorno que pode não ser o esperado.

Portanto, a dica é realizar reformas pontuais e de aspectos essenciais da estética do imóvel. Assim você não gasta muito e tem mais chances de conseguir negociar por um valor superior o seu imóvel.


Créditos: Blog Provectum

Como funciona o seguro fiança?


Quer alugar um imóvel? A legislação brasileira prevê que um destes três tipos de garantias seja apresentado por um candidato a inquilino: um depósito-caução, um fiador ou um seguro fiança.

Destas três possibilidades, o seguro fiança é escolhido nos casos em que a pessoa não dispõe de recursos para um depósito-caução ou não possui (ou não quer) contar com algum parente, familiar ou amigo que se ofereça a ser o fiador do negócio.

No caso do seguro fiança, antes de mais nada é preciso checar se o locador está disposto a aceitá-lo como uma forma de garantia. Depois, é preciso procurar uma seguradora para checar qual a documentação e os custos de um seguro fiança.

Como ele funciona? 


O seguro fiança garante ao locador (proprietário) o pagamento das mensalidades em caso de inadimplência do inquilino. Este, por sua vez, precisa arcar com o valor do seguro, cujo pagamento, em geral, pode ser parcelado mês a mês.

A cobertura do seguro fiança garante ao locador não somente o pagamento das mensalidades como também o das multas que cabem ao inquilino inadimplente. Em alguns casos, caso isso seja contratado no plano, é possível estender a cobertura aos pagamentos do condomínio, IPTU, água, luz e gás canalizado, e até mesmo a danos ao imóvel e multas por rescisão contratual.

A contratação do seguro requer a apresentação de uma série de documentos exigidos pela seguradora. Em termos de custos, em geral, o valor anual do seguro (que, como foi dito, pode ser pago de forma parcelada) corresponde a pouco mais que o valor de uma mensalidade do aluguel.


Créditos: Blog Provectum

Como decorar imóveis pequenos?


Muitos imóveis atuais têm dimensões reduzidas, e valem todos os truques para ganhar cada vez mais espaço e aumentar seu nível de conforto. Para isso, confira algumas dicas para aumentar a sensação de amplitude nesses locais.

Uma delas é apostar em cores claras. Pode não parecer, mas imóveis com cores escurecidas transmitem maior sensação de aperto. Cores mais claras, como o branco, cinza, bege etc., quando usados na pintura de paredes e de móveis, tornam o ambiente mais "clean" e arejado. Se você gosta de cores alegres, use-as em outros objetos de decoração da casa, como almofadas, tapetes, luminárias etc.

Outra dica importante é explorar os espaços elevados e suspensos nas paredes. Armários, prateleiras e nichos podem ser posicionados em locais mais altos, cumprindo a sua finalidade e deixando espaços livres na parte inferior das paredes. Na cozinha, porta-louças e outros tipos de porta-objetos também podem ser suspensos e presos às paredes, deixando espaço livre na pia.

Com relação ao formato dos móveis, mesas quadradas ou retangulares ocupam menos espaço. Mesas redondas são mais espaçosas e requerem mais áreas livres, ainda mais se são levadas em conta as cadeiras. No caso das mesas, uma dica é deixar uma de suas faces encostada na parede. De fato, móveis com um design mais reto tendem a facilitar a circulação.

Quanto às cadeiras, procure as que têm encosto baixo. Elas podem ser colocadas sob a mesa, quando não estiverem sendo usadas, aumentando o espaço para a movimentação. Além disso, pés de mesas vazados igualmente transmitem mais sensação de espaço.

Por fim, vale a pena explorar todos os cantinhos possíveis. A parte de baixo de mesas e racks, por exemplo, pode ser usada para guardar caixas, gavetas, pufes etc. Muitos objetos do dia a dia podem ser guardados em pequenos cantos, como a parte de baixo de escadas, por exemplo. Nessas horas, vale a pena usar a criatividade.


Créditos: Blog Provectum

01/12/2016

Revista Rede Provectum - Edição 30 - Novembro e Dezembro 2016



REVISTA REDE PROVECTUM - Edição 30 - Novembro/Dezembro/2016

Já foram distribuídas as revistas da Rede Provectum Novembro/Dezembro/2016.
Neste número, a matéria principal é sobre os municípios inteligentes, com destaque para 06 cidades da RMC que estão no mapa das cidades mais inteligentes do Brasil. Quer saber mais? Não deixe de pegar seu exemplar gratuitamente e um dos 200 postos de distribuição ou leia a revista online, na íntegra:
Clique aqui


Demanda por imóveis pode melhorar em 2017


Os preços de imóveis residenciais tendem a ficar estáveis, com alguma tendência de queda em termos nominais, segundo Danilo Igliori, presidente do DataZap, serviço de inteligência imobiliária do Portal ZAP. Há espaços para quedas, em 2017, na avaliação de Igliori, mas é esperada recuperação de demanda por imóveis e do preço a partir do segundo semestre.
“A variação de preços vem perdendo para a inflação há bastante tempo, mas existe relativa estabilidade em termos nominais de compra e venda”, diz.
O presidente do DataZap ressalta que é preciso que os fatores macroeconômicos melhorem – com destaque para a queda mais expressiva de juros e recuperação do mercado de trabalho – para que haja suporte ao setor imobiliário, um dos mais impactados pela priora do cenário.
Nesses contexto, destaca Igliori, a análise de locais e tipologia para a definição de lançamentos pelas incorporadoras precisa ser mais detalhada. “Se a análise é refinada, as incorporadoras podem ser mais assertivas na tomada de decisões de lançamentos de imóveis”, diz.
Citando que “não basta mais olhar para o macro”, Igliori conta que, na rua Fradique Coutinho, localizado no bairro de Pinheiro, na zona Oeste de São Paulo, a diferença de preços do metro quadrado chega a 21%.

A base de dados do DataZap possibilita, segundo Ele, oferecer “mapeamentos de preços e demanda para imóveis novos e usados nas principais regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, de Belo Horizonte, de Por Alegre e de Campinas”, a Intenção é oferecer suporte às decisões do mercado imobiliário.

Créditos: Valor Econômico - 30 de Novembro de 2016

11/11/2016

VivaReal - Provectum Proença


Para ser atendido rapidamente, encontre nossos imóveis no portal VIVA REAL, fale diretamente com os profissionais da Provectum NORTE SUL, atendemos todas as opções de imóveis da Rede Provectum (mais de 20 mil opções), clique no link: VIVAREAL PROVECTUM PROENÇA ou (19) 2511-4111 ou (19) 97420-1184

29/08/2016

Qual é o risco de comprar um imóvel sem o Habite-se?

695513002197102

O Habite-se, também conhecido como Carta de Habitação, é um documento emitido pela prefeitura que comprova se a obra executada é fiel ao projeto aprovado. A inspeção é feita tão logo a obra é concluída e serve para comprovar se tudo foi feito conforme o autorizado. É o documento que libera a ocupação de um imóvel, e vale tanto para imóveis novos quanto para imóveis submetidos a reformas profundas.
No mercado é comum a oferta de imóveis que ainda não têm o Habite-se. E não são apenas imóveis na planta. Há imóveis usados que são oferecidos sem este documento. Um imóvel usado até pode ser comprado sem o Habite-se, mas convém saber quais são os seus riscos.
O primeiro problema é a própria dificuldade em obter financiamento para sua compra. A Caixa, por exemplo, não financia imóveis sem o Habite-se. O mesmo fazem outras instituições financeiras. Além disso, um imóvel sem o Habite-se é desvalorizado pelo mercado. Ele perde apelo de vendas por estar em uma situação irregular e, sem esse documento, não é possível registrar o imóvel em seu nome.
No caso da compra de imóveis na planta, é inevitável depositar uma confiança na construtora, pois depende de sua correta execução a obtenção deste documento na prefeitura quando a obra for concluída. Sem o Habite-se, as construtoras não podem entregar as chaves aos novos compradores. Por isso, pesquise bastante sobre a reputação de uma construtora ao decidir comprar um imóvel na planta. O risco de perder seu investimento existe, e por isso, requer precaução.
Contudo, é comum encontrar no mercado imóveis usados que estão à venda sem o Habite-se. Eles até podem estar com as contas em dia (IPTU, água, luz), mas isso não tem relação alguma com o Habite-se. O pagamento das demais contas na data certa não descarta a necessidade dessa aprovação da prefeitura.
De todas formas, é possível obter o Habite-se de um imóvel que ainda não o tem. Para isso é preciso entrar com um pedido na prefeitura local, anexando-se todos os documentos requeridos. E depois, aguardar a vistoria para sua liberação. Dependendo da prefeitura, o processo pode ser demorado.
A dica final é sempre consultar um corretor qualificado e certificado pelo Creci para esclarecer todas essas dúvidas. Eles estão preparados para este tipo de situação e para prestar-lhe todos os esclarecimentos para que sua compra seja segura.

Dúvidas estou à disposição! (19) 99230-7505

18/08/2016

A importância do corretor no negócio de imóveis

corretor_de_imoveis

Muita gente se questiona se vale a pena fazer um negócio imobiliário sem a intermediação de um corretor. Isso até é possível, mas os riscos de problemas legais e de se fazer um mau negócio aumentam muito, fora o enorme tempo que será gasto com as tramitações burocráticas. A documentação necessária para a compra e venda de um imóvel é alta, e contar com a assessoria de um corretor nessas horas torna o negócio muito mais seguro, mais cômodo e dentro de valores razoáveis.
Quando alguém deseja comprar um imóvel, é preciso levantar certidões negativas do vendedor percorrendo vários cartórios da cidade. É preciso saber se o vendedor não tem o nome sujo ou tem bens penhorados. Também é preciso levantar informações sobre o IPTU, o condomínio do imóvel, contas de água e luz, para verificar se não há pendências. Quando há um corretor de imóveis na negociação, ele é responsável por todos esses trâmites.
O corretor de imóveis é um profissional que entende muito bem o mercado imobiliário. Para quem deseja comprar, o corretor pode ser um valioso aliado para encontrar a melhor localização, ter informações sobre o bairro, trazer projeções de valorização, ofertas, possíveis problemas com a compra etc.
Já para quem quer vender, dispor de um corretor torna o negócio mais seguro e mais ágil. Sua imobiliária vai ampliar bastante a visibilidade do seu imóvel. E na hora de receber os possíveis interessados, o corretor irá acompanhar as visitas, fará a negociação com o comprador e orientará o vendedor em trâmites burocráticos, para garantir que tudo saia corretamente.
Portanto, contar com um corretor e com uma imobiliária segura também garante que a compra ou a venda estejam sempre amparadas por um corpo jurídico que avaliará a transação e os documentos apresentados. Isso vai evitar muita dor de cabeça na negociação e evitar prejuízos, que podem ser elevados, pois as cifras imobiliárias são altas. Assim, conte sempre com o corretor imobiliário!

Estou à disposição!  (19) 2511-4111 ou (19) 99230-7505

Automação residencial e suas vantagens

automacao-residencial-espiral

Com o avanço da tecnologia, automatizar uma série de tarefas caseiras é algo que vai se tornando cada vez mais comum e acessível. A automação residencial não é ainda algo barato, mas seu custo tem se reduzido a cada ano. Quais são as vantagens e as comodidades que ela traz?
A automação residencial é um serviço que torna automático e programável uma série de dispositivos eletrônicos em uma casa. E tudo de uma maneira muito simples: com apenas um clique em um smartphone ou tablet você pode acender luzes, ligar o ar-condicionado, TV, som, abrir cortinas, irrigar plantas etc.
A automação permite que várias funções dos aparelhos eletrônicos sejam controladas em um único dispositivo e integradas entre si. Ao invés de ter vários controles remotos, em um único smartphone ou tablet tudo é controlado e integrado. Com ele você pode programar para que, ao sair de casa para o trabalho, as luzes internas se apaguem, as persianas se fechem, a irrigação do jardim seja acionada, TV, som e ar-condicionado sejam desligados, câmeras de vigilância sejam ativadas etc. Tudo em um só clique.
A vantagem desse sistema é a economia de tempo, pois todas essas tarefas são feitas em apenas um clique. Não é necessário realizar todas aquelas tarefas uma por uma. Outra vantagem é a maior segurança, pois não se corre o risco de esquecer uma janela aberta, por exemplo. Há também vantagens econômicas, pois também não há o risco de sair e deixar o ar-condicionado ligado ou luzes acesas inutilmente.
Saiu e se esqueceu de programar tudo? Não tem problema. Isso tudo pode ser feito à distância, longe de casa. De fato, esta é outra vantagem da automação: você pode comandar equipamentos de casa à distância e programar funções. Luzes externas e internas podem ser acesas automaticamente em horários programados, o que é muito útil durante viagens ou ausências mais prolongadas. E você também pode, pelo celular, visualizar as câmeras internas e externas de sua casa.
Outra vantagem decorrente do avanço tecnológico é que, hoje em dia, não é necessária uma infraestrutura sofisticada para controlar todos esses aparelhos. Vários deles podem ser acionados via Wi-Fi, dispensando cabos e uma fiação complexa. O ponto negativo continua sendo, como mencionado no começo, o custo de todas essas instalações, embora ele venha sendo reduzido ao longo dos anos.

Fonte: Blog Provectum Imóveis

Alphaville Campinas, saiba mais!

alphaville

O Alphaville Campinas é um loteamento fechado de grande porte, localizado na região Leste de Campinas, às margens da rodovia SP-340 (saída para Mogi-Mirim). O empreendimento foi o primeiro da Alphaville Urbanismo fora da Grande São Paulo. A empresa inaugurou seu primeiro bairro planejado nos anos 1970, em Barueri, próximo à capital. Campinas foi a segunda cidade a ter um loteamento similar, lançado em 1997.
A região possui hoje mais de 1.000 lotes e uma ampla oferta imobiliária de casas de alto padrão. A região é afastada do Centro, sendo indicada para quem deseja morar distante do agito urbano.
Mas, por ser bem servido por rodovias (SP-340 e SP-65 - Dom Pedro I), é fácil deslocar-se do bairro para outras regiões de Campinas, podendo-se chegar ao Centro da cidade em pouco tempo. Em suas imediações estão polos como o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o campus 1 da PUC, com fácil acesso a todos eles.
O loteamento ocupa as áreas das antigas Fazendas Santa Cândida e Anhumas. Uma parte de suas áreas verdes foi preservada no empreendimento ou transformada em área de lazer. Além disso, o Alphaville Campinas dispõe de infraestrutura própria de serviços para atender a seus moradores, com vários tipos de comércios instalados em sua área. Tornar a região autossuficiente é uma das filosofias do projeto da Alphaville Urbanismo. Mas é inegável que, para muitos serviços, o morador necessita deslocar-se a Campinas.
Anos após o lançamento do Alphaville Campinas, a empresa lançou outro empreendimento semelhante, o Alphaville Dom Pedro. Eles são próximos, porém não são vizinhos. O Dom Pedro está situada à margens desta rodovia, no lado oposto ao Shopping Galleria. Seu padrão de urbanização é semelhante ao do Alphaville Campinas.

Fonte: Blog Provectum Imóveis

Quais são os passos para comprar um imóvel?

062

Se você não está acostumado a procurar um imóvel, é importante contar com a boa assessoria de um corretor. A compra de um imóvel envolve valores altos, e, portanto, requer o suporte de um especialista e muita pesquisa e paciência para fazer o negócio certo, sem ter prejuízos, mesmo que você comece a sua procura pela internet. Confira algumas dicas para dar os passos certos:

1. Converse com a família, cônjuge e filhos para definir o local mais conveniente. Defina uma localização que seja adequada, atraente e que caiba no bolso. Buscas pela internet podem dar pistas;
2. Defina também o que seria importante ter no imóvel: varanda, quintal, closet, suíte, piscina, lazer, número de quartos, número de vagas etc. Nem sempre será possível conseguir atender a todos os desejos, mas é um modo de filtrar a busca pelo imóvel, entre tantas ofertas;
3. Pense então nos valores: quanto pode ser pago, quanto precisaria ser financiado, quantos recursos do FGTS estão disponíveis, quanto pode ser dado de entrada etc. Conforme o montante, será possível saber se a localidade e as comodidades do imóvel são realmente viáveis;
4. Está pagando aluguel? Confira então se o valor da prestação do imóvel é semelhante ao do aluguel, caso queira comprar um imóvel pronto. Se for um imóvel na planta, ainda não entregue, é possível que a prestação do imóvel se some à do aluguel por um tempo. Faça as contas para prever esse acúmulo de contas;
5. Aproveite os feirões de imóveis, que são ocasiões de encontrar ofertas e avaliar vários imóveis diferentes de uma só vez;
6. Avalie se o imóvel desejado está adequado às suas rendas. Muita gente compra um imóvel que tanto sonha e depois não consegue pagá-lo. É melhor dar os passos aos poucos, com prudência. Faça as contas de todas suas despesas fixas mensais e avalie se cabe o valor das prestações;
7. Se você tiver uma reserva financeira para emergências, melhor. Sempre é importante prever demissões no trabalho, algum gasto excepcional com saúde etc. Ela pode ser usada para cobrir as despesas com as prestações do imóvel;
8. Uma dica importante é não permitir que o valor da prestação do imóvel ultrapasse 30% da renda líquida da família (já descontados os impostos, por exemplo). Em geral, os bancos colocam esta condição para conceder o crédito;
9. Leve sempre em conta que um imóvel novo gera mais despesas: reformas, instalações, mobília, gastos com condomínio, água, luz, telefone, internet etc. Procure identificar quais são estes valores no local antes de fechar a compra do imóvel;
10. Feito tudo isso, você já pode procurar uma imobiliária (para a compra de um imóvel novo) ou incorporadora (para um imóvel na planta);
11. Visite o maior número possível de imóveis, acompanhado de quem irá decidir pela compra. Gostou de algum? Visite-o mais vezes, em horários diferentes (dia e noite, por exemplo). Não se preocupe em "incomodar" o corretor. Isso faz parte do processo de compra;
12. Fale com vizinhos e comerciantes do bairro, descubra como é a segurança no local, a oferta de serviços etc.
13. Leve em conta aspectos que podem valorizar o local, como a chegada futura de um shopping ou de uma nova avenida, por exemplo. Novas infraestruturas, em geral, tendem a valorizar o preço do metro quadrado na região;
14. Faça uma visita detalhada ao imóvel escolhido para avaliar rachaduras, estado dos metais nos banheiros, encanamentos, quadros de luz, telhado, vazamentos, odores, paredes com infiltração, umidade, cupins etc.;
15. Preveja, na compra, as despesas com impostos e taxas da prefeitura. São outros gastos que precisam entrar na conta.
Feito tudo isso, você já poderá fechar o negócio com muito mais tranquilidade.

Fonte: Blog Provectum Imóveis

O que avaliar ao visitar um imóvel usado que quero comprar?

Happy Young Couple Discussing With Consultant

A compra de um imóvel usado é uma boa solução para quem dispõe de uma reserva de caixa (para dar de entrada ou pagar à vista) e quer se mudar rapidamente. Mas na hora de visitar as opções de imóveis surgem muitas dúvidas para avaliá-lo. A gerente da unidade Cambuí da Rede Provectum, Sandra Rebello, dá 15 dicas para avaliar um imóvel usado ao visitá-lo:

1- Estude bem o local onde você deseja morar. Veja se ele tem fácil acesso por rodovias e avenidas, se ele tem comércio próximo e segurança. É importante que você ao menos passe na região do imóvel em horários diferentes, à noite e aos finais de semana, para analisar a agitação, a movimentação e o barulho;
2- Verifique se o local é geograficamente adequado. Confira se não existe histórico de enchentes e deslizamentos. E se o lugar for muito alto a tendência é que receba muito vento e seja mais frio;
3- Caso o imóvel seja relativamente novo, pesquise a respeito da construtora. Verifique se ela possui reclamações dos compradores, se ela costuma atrasar as obras e sua idoneidade;
4- Quer comprar de uma pessoa que já mora no local? Pergunte por que ela está se desfazendo do imóvel. Questione também aos seus vizinhos se aconteceu algo que fez com que a pessoa quisesse sair de lá;
5- Analise o valor dos imóveis por metro quadrado na região. Isso servirá de base para avaliar quanto vale o imóvel. Leve em consideração se ele já vem com mobiliário ou outras coisas que o valorizem;
6- Se estiver comprando uma casa mobiliada, verifique quanto seria a compra sem os móveis. Em alguns casos, fica muito mais barato comprar a casa e os móveis separados;
7- Para não ter surpresas, é importante fazer um cálculo preciso de quanto será gasto com o novo imóvel. E acrescente o valor do condomínio, que muitas construtoras não informam. Lembre-se também dos valores de água, gás e eletricidade, que muitas vezes são cobrados;
8- Faça uma vistoria completa no imóvel. Verifique se todas as torneiras estão funcionando e se não há vazamentos. Veja se todas as tomadas e instalações funcionam corretamente. Também verifique se o local é arejado e não possui mofo e procure rachaduras e falhas;
9- Verifique se o imóvel não tem dívidas atrasadas, como contas de consumo, condomínio ou impostos. Mesmo que isso seja de responsabilidade do vendedor, pode lhe causar transtorno e complicações para quitar essas dívidas e reaver o valor desembolsado;
10- Verifique se há a necessidade de se fazer uma reforma. As construtoras geralmente deixam por conta do comprador coisas como o piso, pintura e acabamentos. No caso de uma casa usada, verifique se ela está pronta para habitação e se todo o acabamento lhe agrada;
11- Verifique se esse imóvel vai atender às suas expectativas. Se existir o desejo de ampliação da casa, convide um engenheiro para saber se o terreno e o alicerce comportam essa mudança;
12- Para a compra de um imóvel há uma burocracia muito grande, com a entrega de vários documentos e análises minuciosas do seu nome, dívidas etc. Então, antes de fechar o negócio, faça uma verificação se seu nome não tem restrições e se você possui todos os documentos que serão solicitados;
13- Pesquise se o banco tem um valor de financiamento pré-aprovado e também a taxa de juros que será aplicada. Você pode também fazer simulações de contratação em diversos bancos para ver qual é o mais atrativo;
14- Verifique todas as possibilidades de incentivo que você tem direito, como programas do governo, diminuição de juros e utilização de FGTS. Além disso, é necessária uma parte de recursos próprios para despesas com taxas de transferência de imóvel e cartório. Confira os valores para não ter surpresas;
15- Tire todas as suas dúvidas com o vendedor. Não se preocupe em ser chato. Não faça nenhum negócio no qual você tenha dúvida e fique atento às facilidades excessivas. Desconfie se estiver muito barato ou for muito fácil.
Sonhe alto, mas sempre com os pés no chão.

Fonte: Blog Provectum Imóveis

04/08/2016

Vivare Club Residence em Paulínia


Paulínia recebe mais um belíssimo empreendimento imobiliário com a realização da construtora Fenix.


Vivare Club Residence, apartamentos de 2 dormitórios, com 1 ou 2 vagas de garagem, em uma área privativa de 56 m² e 60m².

Próximo dos principais pontos de referência da cidade de Paulínia, excelente escolha para quem deseja morar ou investir na cidade.


APARTAMENTO DE 2 DORMS 60 M² C/ SUÍTE
APARTAMENTO DE 2 DORMS 56 M² 








Total de Unidades: 224 
Tipo de Gás: Encanado Tipo de Construção: Bloco Estrutural Tipo de Plantas: 2, sendo 56,00m2 e 60,00m2 112 unidades com 60,00m2: terão 2 dormitórios (sendo 1 suíte) todos com 2 vagas de garagem cobertas no subsolo. 112 unidades com 56,00m2: terão 2 dormitórios, somente andares altos terão 2 vagas de garagem no subsolo, os andares baixos terão apenas 1 vaga de garagem Tamanho do Terreno: 6.000 m2
Torres: 2 Total de Andares: 14 Apartamentos por Andar: 8 Vagas de Garagem no Subsolo: Demarcadas pela construtora Vagas de Garagem no Térreo: Demarcadas pela construtora Lazer completo: Piscina Adulto, Piscina Infantil, Academia, Salão de Festas, Salão de Jogos, Bicicletário, Churrasqueiras, Brinquedoteca, Playground, Quadra Poliesportiva, Sauna, etc... Piscina com: 90m2
Quantidade de Subsolos: 2 (com vestiário) Elevadores: 2 por torre, começam no subsolo 



Endereço:


Para mais informações sem compromisso, entre em contato conosco (19) 2511-4111




02/08/2016

Mirante Saint Felipe em Campinas

Incomparável é viver com quem você ama num lugar confortável, aconchegante e espaçoso. Incomparável é ter à disposição o lazer e o bem-estar que você merece. Incomparável é contar com um lar protegido e ter a comodidade sempre por perto. Assim é morar no MIRANTE SAINT FELIPE. Não tem comparação.

Tudo pertinho. Tão completo que só falta você aqui!





FICHA TÉCNICA

Projeto de arquitetura: Rubio & Luongo
Projeto de paisagismo: Arquitetura Tarjab
Projeto de interiores: Projetos Especiais Tarjab
Dormitórios: 3
Suítes: 2
Vagas: 2 ou 3
Área privativa: 80,62 m²
Número de blocos: 1
Número de andares: 12
Unidades por andar: 4
Total de unidades: 48
Número de sub-solos: 1
Número de elevadores: 2
Tamanho do terreno: 1.668,00 m²
Área total da construção: 6.134,00 m²
Concluído: Nov/2014


 

LOCALIZAÇÃO

A 300 m da Avenida Marechal Carmona e a poucos minutos da Avenida Prestes Maia, o Mirante Saint Felipe oferece a localização perfeita para quem precisa estar próximo de tudo! Fácil acesso ao centro, e às demais regiões da cidade.


Para mais informações sobre o empreendimento, sem compromisso, entre em contato conosco (19) 2511-4111

Exclusive - São Bernardo

Quando você vive em uma torre única, com conforto, espaço, lazer, em um bairro tranquilo e com fácil acesso a todos os pontos importantes da cidade, você tem tudo para se sentir especial. Exclusive é o lugar onde você vai conquistar seu próprio mundo, perfeito para você viver cada história da sua vida. E com o privilégio da exclusividade.








 

O PROJETOTorre única em 4.820 m² de terreno.A exclusividade que você merece. As linhas retas, o design moderno e harmonioso fazem do Exclusive um condomínio atraente e exclusivo. Um endereço que convida ao bem-viver.



LAZER

- Acesso de veículos
- Acesso social
- Portaria
- Praça das
- Boas-Vindas
- Open hall
- Hall social
- Lounge festas
- Espaço Festas
- Fitness
- Espaço Diversão
- Play Kids
- Deck solarium
- Piscina infantil
- Piscina adulto
- Redário
- Churrasqueira com forno para pizza

LOCALIZAÇÃO


Para mais informações sobre o empreendimento, sem compromisso, entre em contato conosco (19) 2511-4111

15/07/2016

Condomínio deve indenizar moradora impedida de usar área comum de residencial


Um condomínio residencial foi condenado a pagar R$ 3 mil, a título de indenização por danos morais, a moradora impedida de usar as dependências do condomínio. Restou incontroverso nos autos que o condomínio requerido, desde dezembro de 2014, impedia o acesso da autora e da sua família à área comum do residencial em que vivem – em razão de débitos da unidade anteriores à compra do imóvel pela requerente.

No processo julgado pelo 2º Juizado Especial Cível de Ceilândia ainda foi provado que os débitos cobrados pela parte ré eram referentes a meses anteriores à mudança da autora para o condomínio requerido. Ela só tomou conhecimento da dívida em questão após ser impedida de usar a área comum do condomínio, “não lhe tendo sido enviada qualquer notificação extrajudicial e tampouco garantida sua ampla defesa e contraditório”, anotou a juíza que analisou o caso.

Em sua defesa, a parte ré se limitou a argumentar que agiu no exercício regular do seu direito e em conformidade com a convenção de condomínio. No entanto, a magistrada entendeu que, apesar de cabível a cobrança da dívida, “não se mostra razoável a suspensão do acesso às dependências do condomínio a título de punição da requerente se não lhe foi comunicada a existência do débito e nem lhe foram garantidos os direitos da ampla defesa e do contraditório, de modo que se revela arbitrária e abusiva a aplicação da punição impugnada, ainda que haja previsão na convenção de condomínio”.

A magistrada ainda lembrou do art. 5º, inciso LV, da Constituição Federal, que preconiza: “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, “garantindo-se a todos os litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes”. A parte ré não comprovou ter garantido à autora o direito de questionar administrativamente a dívida que lhe estava sendo cobrada, nem que foi instaurado processo administrativo para determinar a aplicação da penalidade imposta.

Assim, o Juizado confirmou que houve clara violação dos direitos e garantias fundamentais da parte autora, devendo ser reconhecido o dano moral alegado e o direito de a requerente ser indenizada. O valor foi arbitrado em R$ 3 mil, tendo em conta os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, assim como as circunstâncias específicas do caso concreto. Cabe recurso da sentença.

Fonte: Maxpress
15/07/2016

12/07/2016

Conselho alerta para cautela nas transações imobiliárias


Imagine um proprietário decidir alugar seu imóvel sem a assessoria de um corretor e descobrir que sua propriedade foi utilizada como célula para o planejamento de um grande assalto! Foi exatamente isso que ocorreu na última semana, em Ribeirão Preto, com uma família dona de uma chácara usada como núcleo por uma quadrilha que assaltou uma grande transportadora de valores da cidade.
Os locadores não desconfiaram de nada e só se deram conta quando viram a polícia no local e encontraram o imóvel em total desordem, com materiais explosivos, roupas de camuflagem, toucas, luvas e munição de diversos calibres.
Além disso, a vizinhança também relatou que os assaltantes promoveram festas regadas a muita bebida, música e garotas de programa antes do crime.
Os contatos com os donos da chácara foram feitos através de celular e o pagamento da locação foi em dinheiro. Os pretensos inquilinos haviam relatado que parentes seus ficariam ali hospedados para conhecerem a região.
A matéria, amplamente divulgada pelos veículos de comunicação, demonstra os riscos que correm aqueles que optam por negociar seus imóveis sem a assessoria e orientação de profissionais. A inexperiência, nesse caso, levou ao descuido na verificação da documentação dos locatários, na falta de exigência de garantias, na negociação feita pelo celular. A falsa ideia de que se conseguiria uma economia com a locação direta proporcionou um prejuízo muito maior, tanto material quanto moral.
Os donos dessa chácara, certamente, terão que arcar com os estragos promovidos pela quadrilha, com a fama ruim que o imóvel ganhou após o episódio, sem mencionar o risco que correram ao abrigar bandidos em sua propriedade.
Se tivessem optado pela locação por intermédio de um corretor, muito provavelmente esse negócio não teria sido concluído, devido à prévia verificação de idoneidade dos interessados promovida por esse profissional. Além disso, os proprietários não estariam sujeitos a um possível reconhecimento na polícia, caso os assaltantes sejam presos.
"O caso é típico e serve muito bem para ilustrar os perigos que estão implícitos em uma negociação feita por pessoas que não estão gabaritadas para tal. Somente um corretor se preocuparia com todos os detalhes técnicos da transação, e poderia proporcionar a tranquilidade necessária às partes envolvidas", comentou o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto.

Custo de vida para morar em Campinas


Definitivamente, Campinas não é uma cidade qualquer!

Décima cidade mais rica do Brasil, hoje é responsável por pelo menos 15% de toda a produção científica nacional, sendo o terceiro maior polo de pesquisa e desenvolvimento brasileiro. Tem diversos atrativos turísticos, com valor histórico, cultural ou científico, como museus, parques e teatros. A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, fundada em 1974, é considerada uma das principais do país.

Campinas atende a tudo, é possível ter qualidade de vida no âmbito pessoal, e rápido desenvolvimento de negócios, e por isso Campinas hoje é uma das cidades mais procuradas do interior paulista para se morar.

A questão é, qual o custo de vida em Campinas?

O site "CUSTO DE VIDA" se baseia em atualizações de colaboradores para manter, através de pontuações, uma estimativa aproximada de quanto custa morar em diversas cidades do país.

Acompanhe a estimativa do custo de vida em Campinas neste link: http://goo.gl/WPSMq4

Para ter auxilio no quesito moradia, entre em contato conosco que podemos lhe auxiliar: (19) 2511-4111 
←  Anterior Proxima  → Inicio